raquelkogan
raquelkogan
reprodução proibida (com Lea van Steen)


2007


reprodução proibida documenta o percurso de roupas em uma lavanderia. Roupas sem corpo ou identidade, mas com características próprias. Se fossem de alguém, de quem seriam? Um ser não identificado mas ao mesmo tempo quase que único.
A roupa nos dá o desenho de nosso limite, nossa fronteira. Um encontro solitário em que o sujeito é objeto, rompendo com aquilo que ele é e com o que ele conhece. E o que acontece quando esse objeto se desvincula desse sujeito, o exterior de um interior, que pode desfigurar, distorcer esse sujeito misterioso.

not to be reproduced documents the path of clothing in a laundromat. Clothing that does not have body or identity, but has its own characteristics. If they belonged to anyone, to whom would they belong? Someone not identified, but at the same time almost unique.
Clothing outlines our limits, our borders. A solitary encounter where the subject is the object, rupturing with what one is and what one knows. And what happens when this object becomes disengaged from this subject, the exterior from the interior, that can disfigure, distort this mysterious subject.